ERcast 08 – Máscara Laríngea, o início…

Boa noite, plantonistas! Hoje o tema é um dos dispositivos mais importantes para abordagem da via aérea na emergência: a máscara laríngea.

Indicações

  • Dispositivo de resgate na via aérea falha(não conseguiu intubar): 
    • Substituir a BVM se falha para oxigenação
    • Assegurar mínima troca gasosa enquanto se prepara para cricotireoisdostmia na situação NINO

Contra-indicações e limitações:

  • Massas ou hematoma que obstruam a laringe pode impedir a inserção e funcionamento
  • Apesar de garantir certa proteção, ainda há risco de broncoaspiração de conteúdo gástrico, por tanto seu uso deve ser ponderado em pacientes com risco aumentado para broncoaspirar 

Inserção

O posicionamento ideal é a ponta da máscara ficar dentro na entrada do esôfago superior, e a máscara recobrir diretamente a entrada da laringe, de forma que a epiglote fique protegida, e a passagem de ar entregue oxigênio  diretamente para a glote.

Video

https://www.nejm.org/doi/full/10.1056/NEJMvcm0909669#figures_media

Como evitar complicações?

  • Falha para ventilar e aspiração
  • Evitar em situações de risco de aspiração
  • Colocação adequada com uma boa vedação
  • Segunda geração 

Referências:

Scott Weingart. EMCrit Podcast 43 – Laryngeal Airways with Daniel Cook, MD (Part I). EMCrit Blog. Published on March 12, 2011. Accessed on January 3rd 2020. Available at [https://emcrit.org/emcrit/supraglottic-airway/ ].

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.